Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 2015

Que tal uma pintura nova?

Renove a pintura de seu condomínio, valorizando-o ainda mais. Porém, não se esqueça de tomar alguns cuidados na hora de realizar o serviço. Confira as dicas! Continue lendo

tamanho do texto:

Texto: Vanessa Sol

Mais um novo ano começa e os síndicos precisam renovar as energias para continuarem dando conta das rotinas do dia-a-dia do condomínio que, com certeza, não darão trégua durante o ano de 2015. Eles precisam estar atentos a muitos detalhes. Entre eles, a conservação e a manutenção do condomínio. Uma nova pintura pode revigorar os ares da fachada e do interior do condomínio, trazendo beleza e valorização a ele.

No entanto, realizar a nova pintura do condomínio nem sempre é uma tarefa fácil para o síndico. É preciso levar o assunto para discussão em Assembleia e haver a concordância dos condôminos para a realização do serviço. Após a aprovação, ainda é imprescindível realizar fazer a cotação das empresas que prestam este tipo de serviço, escolher a que melhor se encaixa nas necessidades e no orçamento do condomínio.

Mas quando os condôminos não concordam com a nova pintura, mesmo havendo a necessidade? O síndico precisa colocar em prática toda a sua habilidade para mostrar a real necessidade dela. Caso contrário, ela sempre acabará sendo deixada em último plano por ser considerada, em alguns casos, como algo supérfluo.

Foi o que aconteceu no Condomínio do Edifício Parque Residencial Dois Irmãos, com 152 unidades, na Tijuca. Embora o Residencial necessitasse de uma ampla manutenção na pintura, esta era sempre deixada de lado. Mas um fato novo mudou esta história e o Parque Residencial Dois Irmãos vai começar 2015 repaginado. De acordo com a síndica, Marlene Folly, a obrigatoriedade da autovistoria fez com que o condomínio passasse por reformas, uma vez que os laudos técnicos da autovistoria determinaram que fosse feita a pintura da fachada da edificação. “Graças à autovistoria, o processo de reforma e pintura do condomínio alavancou, pois esta foi uma das principais exigências feitas, além da troca das pastilhas”, explica a síndica.

O Parque Residencial Dois Irmãos é composto por dois blocos que intercalam áreas revestidas com pastilhamento e outras cimentadas. As oito faces dos dois blocos foram reformadas e pintadas. As áreas comuns internas do condomínio também ganharam pintura nova. “Depois da substituição das pastilhas, elas foram impermeabilizadas e pintadas, assim como as áreas onde não têm pastilhas”, afirma a Marlene.

Quando o assunto é cor da fachada, a síndica e os condôminos do Parque Residencial Dois Irmãos optaram por manter a cor original: verde e branco, em um bloco, e marrom e branco, em outro. “O trabalho ficou muito bom. Valorizou nosso condomínio. Antes da pintura, a fachada do edifício estava parecendo uma colcha retalhos, o que tirava por completo, em termos estéticos, a beleza do condomínio”, declara a síndica.

Os condôminos pagaram, aproximadamente, 18 cotas extras para a reforma. No entanto, o valor deve ser encarado como um investimento, pois, quando a pintura do condomínio está em dia, o patrimônio pode obter uma valorização de até 10% acima do seu preço de mercado.

Custo x benefício

A reforma do Parque Residencial Dois Irmãos foi de grande porte e, por isso, acabou sendo muita longa. Com duração de quase um ano, ela foi concluída em novembro de 2014. A síndica conta que a escolha da empresa para a prestação de serviço foi baseada em cotação de preços e também em indicações de condomínios vizinhos que já tinham realizado serviços semelhantes. “Além da cotação de preços, busquei referências das empresas com condomínios vizinhos para não cair em armadilhas, pois nem sempre o mais caro é o melhor e mais barato é o pior. Tem que pesquisar para saber a qualidade do serviço e o que foi prestado pela empresa que contratamos foi se excelente qualidade”, relata Marlene.

Já no Condomínio do Edifício Residencial Monreal III, com 58 unidades, no Andaraí, a reforma de pintura foi de pequeno porte. A renovação ficou por conta da pintura feita na portaria e nos móveis que se encontram nela. A síndica Eliana Alexandre Alambary explica que, apesar de ser uma reforma bem simples, ela será importante para o embelezamento e valorização da entrada do condomínio. “Estou fazendo esta pequena modificação para valorizar o condomínio e os condôminos estão gostando muito”, declara a síndica do Monreal III.

Cuidados importantes

Antes de iniciar serviço de pintura da fachada, é importante que algumas medidas de precaução sejam tomadas. Entre elas estão: a proteção dos jardins com lonas,
a proteção das áreas comuns, além da colocação de avisos nos elevadores para que todos os condôminos saibam qual será o passo-a-passo da obra.

Antes de a pintura ser realizada, é importante que seja feita uma limpeza nas áreas a serem pintadas para a remoção de toda a sujeira e neutralização dos poluentes ambientais. Com isso, a aplicação da tinta terá maior durabilidade.

É importante também uma revisão de todo o reboco por meio de percussão. Uma vez constatada algum foco solto ou cavo, o mesmo deve ser retirado e restaurado. Se houver trincamento, ele deve ser aberto e tratado com aplicação de produtos impermeabilizantes.

Como escolher o material certo?

Atualmente, existem no mercado diferentes tipos de produtos, acabamentos e cores. Na hora de escolher esses produtos, é preciso ficar atento para não errar, por isso, é fundamental conhecer os produtos. A escolha dos tipos de tintas pode variar de acordo com o local em que ela será aplicada.  Veja alguns tipos de tinta para requintar o visual de seu condomínio:

- Látex: esta tinta é uma das mais comuns no mercado. Apresenta boa cobertura, é solúvel em água, bastante econômica e seca rapidamente. Em geral, o produto não apresenta cheiro forte após a aplicação. A desvantagem, entretanto, é não resistir a intempéries, tal como a chuva. Por isso, ela é mais indica para ambientes internos. A limpeza deve ser somente com panos úmidos – e evitar áreas molhadas.

- Acrílica: Também é solúvel em água. Porém, diferencia-se da anterior por apresentar resinas acrílicas em sua fórmula, conferindo ao produto elevada impermeabilidade, o que faz ela ser indicada para ambientes externos. Deste modo, o momento da limpeza fica mais fácil. Já existem no mercado versões específicas contra mofo, algas, fungos e bactérias. A desvantagem é ter um custo bem maior do que o da tinta látex.

- Esmalte sintético: É mais utilizado em metal, vime e madeira. O produto apresenta alta durabilidade (em média de 10 anos), além de possuir alto brilho. O aspecto negativo é o cheiro forte e o custo, que é maior do que o das anteriores.  Caso não seja bem aplicado, pode apresentar bolhas e descascar rápido.

- Epóxi: A resina epóxi tem como principal característica a impermeabilidade, tornando-a resistente à umidade e abrasão. Além disso, a facilidade na hora de limpar permite que o produto seja aplicado em banheiros e lavanderias. Este tipo de tinta também é aderente a diferentes superfícies, tais como porcelanatos, pastilhas e placas cimentícias.

- Verniz: Os vernizes formam películas protetoras nas superfícies aplicadas, dando um acabamento mais sofisticado. É possível encontrá-lo na forma transparente ou pigmentada e sintética ou à base de água. O cuidado durante a compra é com os acabamentos brilhantes, como o verniz marítimo, que podem deixar os locais escorregadios.

Tipos de acabamento

Além dos diversos tipos de tintas, é possível, ainda, escolher diferentes tipos de acabamento, que podem ser: fosco, acetinado, semibrilhante ou brilhante. Veja as principais características de cada um deles:

- Fosco: é ideal para esconder as imperfeições das superfícies. Este tipo de acabamento apresenta elevado rendimento e boa durabilidade.

- Acetinado: é o modelo intermediário na questão de brilho. Confere à parede elegância pelo aspecto suave e geralmente é comercializado em cores intensas.

- Semibrilhante:  Apresenta pouco brilho e seu grau de resistência é maior do que os anteriores. Este acabamento é mais fácil de limpar.

- Brilhante: Apresenta alto nível de brilho. Também apresenta grande facilidade no quesito limpeza e alta resistência.