Rio de Janeiro, 23 de janeiro de 2013

Aluguel Garantido

A certeza de recebimento do aluguel no final do mês para o proprietário e a garantia da cota condominial paga para o síndico. Continue lendo

tamanho do texto:

O mercado imobiliário carioca está aquecido, e a procura por imóveis tanto para vender quanto para lugar, está cada vez maior. Para se ter uma ideia, o preço médio do metro quadrado no Rio de Janeiro ultrapassou o do Distrito Federal, e passou a ser o mais caro do país no mês de setembro, de acordo com o índice FipeZap; a oferta de aluguel, por sua vez, aumentou em agosto, passando de 2.181 unidades em janeiro, para 3.489 em agosto, um incremento de 59%, segundo dados do Sindicato da Habitação, SecoviRio. Se por um lado o número de imóveis para alugar está alto, o número de proprietários preocupados com a inadimplência também. Neste momento, o aluguel garantido pode ser uma excelente alternativa, por uma maior segurança do orçamento mensal de quem vive ou complementa a renda com o aluguel de imóveis.

Cláudia Ferreira é Do Lar, tem 46 anos, é casada e tem dois filhos, um de 25, outro de 20, que vivem na mesma casa que ela; Alcebíades Dantas, é professor universitário, tem 50 anos, é casado e vive com suas três filhas, uma de 21, outra de 20 e uma recém nascida, de sete meses. Cláudia e Alcebíades tem algo em comum, complementam o orçamento doméstico através do aluguel de casas na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Cláudia cuida de 10 imóveis e Alcebíades de outros cinco. Tudo vai muito bem até o momento que certo locatário ou outro não consegue manter em dia o aluguel e fica em atraso com o pagamento. Segundo Cláudia, muitas vezes, o contratempo vira uma dor de cabeça.

“Já tive inquilinos que atrasaram o aluguel por mais de quatro meses, cheguei a ter que recorrer ao fiador. Essa é uma das dores de cabeça de se alugar imóveis, mas todo proprietário já passou por isso. A maioria dos imóveis que alugo é residencial, são famílias que vivem neles”, pondera Cláudia. Alcebíades sofre mais com os atrasos: “meu problema maior com os alugueis são os atrasos do pagamento, o que acaba interferindo no meu planejamento mensal”, comenta o professor. No caso de Cláudia, o montante de dinheiro dos alugueis é a renda principal da casa; já no de Alcebíades a receita dos imóveis complementa a renda para arcar com as despesas do lar.

Aluguel Garantido da APSA
Em breve Cláudia, Alcebíades e os proprietários de imóveis de todo o Rio de Janeiro poderão optar por uma modalidade que garante o recebimento do crédito referente ao mês no caso de atraso do pagamento da mensalidade por parte do locatário. O produto da APSA garante a tranquilidade de receber o aluguel num período determinado, além disso, assegura outros encargos, como condomínio e IPTU, caso o inquilino não realize o pagamento. Ou seja, o produto é bom também para o síndico.

A nova prática assegura o pagamento e cobra o devido ressarcimento dos inquilinos posteriormente. “Se houver atraso ou falta de pagamento do aluguel por parte do inquilino, a APSA adianta este recurso ao proprietário do imóvel, ou seja, ele, proprietário, nem percebe que o inquilino parou de pagar o aluguel”, explicaJean Carvalho, Gerente Geral de Imóveis da APSA.

De acordo com Jean, o diferencial deste produto é a garantia do recebimento, bem como o pagamento das despesas com honorários e custas judiciais, caso haja necessidade de despejo, por exemplo. E como já foi dito, não só o valor do aluguel está coberto, as cotas de IPTU e condomínio também estão. Ou seja, tem tudo para frear as taxas de inadimplência.

O aluguel garantido é indicado para todos os públicos, proprietários de imóveis residenciais e comerciais. Para mais informações, ligue para (21) 3233-3090.

Texto: André Luiz Barros
Foto: Marco Fernandes